Da morte a vida

Boa tarde querido leitor,

Ontem escrevi um pequeno post e aqui estou dando continuidade ao que falei .

Ha 5 anos atras me casei.  Casei me no auge de meu sucesso profissional como escritora do livro que publiquei chamado ; Agora é viver editora Rocco .

Mas também em um momento frágil pois havia mexido com coisas traumáticas onde expus no meu livro,  isso me deixou aliviada só que ao mesmo tempo carente  naquele momento. E ai conheci uma pessoa que naquele momento me cativou.

Casei me com uma pessoa que não tinha nada a ver comigo, mas que a principio tinha.

Ele seguia o protocolo do homem certo para qq mulher sabe? Quis tentar viver essa vida tradicional que chamam se  de ” normal”. Ele me parecia uma pessoa maravilhosa e que gostava muito de meu filho . Me casei. Logo tive outro  filho , qual junto ao meu primeiro filho,  são meus tesouros . minha vida; minha alegria de viver e que de fato me mantiveram viva no casamento e quando me separei ,ha mais ou menos 2 anos.

No casamento fui muito infeliz , nada do que eu pensei que fosse ser aconteceu. Por milhares de motivos que não cabem aqui hj.  Um deles era a  maneira grossa dele falar comigo e com todos a seu redor .  Aos poucos vou comentando com vocês.  O importante agora é contar a vcs meus leitores o que me fez afastar de tudo que nutria minha alma e me deixava viva.

O casamento acabou com minha alegria , que sempre tive , apesar de tudo que passei na minha vida.

Como pode um acontecimento como um casamento ruim mexer tanto com nosso emocional não é?  Nem eu mesma imaginava ser algo tao difícil assim .

A dor foi tao grande durante o casamento e apos que pensei que fosse morrer de tristeza, literalmente.

Agora passado se 2 anos , estou voltando a ter vontade de viver . Estou respirando e com minha vida organizada.

Mesmo eu sendo a quem  quis a separação, a dor é grande .

A decepção que tive com ele foi enorme . Esta sendo ainda. Estamos no litigio pois ele não quer pagar a  pensão correta ao nosso filho. Esse foi o cumulo que chegamos. O pior é que o pai tem dinheiro , eu não tenho. Sou filha de pai que tem condições , mas que é interditado. Porem, nem pode me ajudar.  Isso tudo esta mexendo muito comigo e me deixando mal pois não sei como vou sustentar meu filho ate esse processo sair.

Ele é bom pai quando esta com nosso filho. Mas não pensa nas necessidades básicas de nosso filho. Ele não quer ajudar em nada.

Hoje longe dele, vejo o quanto fui forte na minha vida mais uma vez para me separar, tomei a decisao corrreta.

Pois alem de estar infeliz no casamento eu estava vivendo com uma pessoa que não era aquela que pensava que era.

Estava me sentindo morta e hoje estou me sentindo viva . Nao deixe ninguem roubar sua paz e nem sua vida. Aliais ninguem pode fazer isso se nao deixarmos.

Mas quando estamos dentro de uma relação fica complicado ver isso, e quando a gente começa a notar as vezes é tarde.  A gente tem a mania de por a culpa no outro não é? Mas a culpa não é só do outro é nossa também por termos deixado outra pessoa entrar tao profundo e com tanto poder assim em nossas vidas.

Desde que me casei tive períodos intensos de angustia, uma angustia que nunca havia experimentado.

No próximo post vou contar  a  vocês o porque cai nessa furada e como podemos evitar coisas assim . So que como nada é só ruim ou só bom , Deus me deu esse filho lindo que tenho de 3 anos.

Beijos e forças , Isa

Deixem seus comentários , criticas, elogios….  para assim podermos compartilhar coisas da vida não é?  obrigada