Vamos fazer a vida valher a pena?

Muitas vezes não temos coragem para dar o passo que sabemos ser necessário para conquistar nosso sonho, ou pelo menos para melhorar de vida em certos momentos.

Parece que as pessoas se acostumam à infelicidade, a ponto de caminhar na direção dela, porque é mais fácil ser infeliz do que feliz.

Mas a vida não precisa ser assim.

Devemos e podemos ser felizes. Por que não? Mas para isso, como tudo na vida, temos que lutar e fazer por onde. Sair da zona de conforto.

Muitas vezes desejamos que algo se realize e ficamos dias (ou meses, anos até) pensando e pensando, mas não agimos.

Muitas vezes isso acontece por medo. Só quando temos coragem e nos levantamos para agir, é que podemos alcançar o que queríamos.

E quando alcançamos, é um prazer maravilhoso, que todos nós mereceríamos sentir. Só que nada é fácil, nada chega de mão beijada.

Realmente, nada é fácil na vida. Temos que combater nossos fantasmas, não deixar que eles tomem conta da gente. Eu estava pensando sobre isso quando comecei a ler o livro “Pequenas delicadezas”, de Cheryl Strayed, então comecei a me identificar com alguns trechos do livro, como este:

“A vida pode ser difícil, você é traído, sofre com a morte de alguém querido, nem sempre consegue pagar as contas. Mas também pode ser deslumbrante: você conquista aquele emprego incrível, reata os laços com alguém muito importante, reúne coragem para dar o passo que faltava.”

Nesse momento percebi em mim uma incrível sensação de paz e uma forte vontade de voltar a escrever assiduamente neste blog, para compartilhar com vocês as ansiedades e as aflições que sentimos hoje. Não sou terapeuta, mas a minha história de vida me fez conhecer muitas ferramentas que podem ser úteis também para os leitores deste blog. Assim como vocês podem contribuir com suas experiências e aprendizados.

O livro “Pequenas delicadezas” me animou a retomar este blog porque a autora Cheryl Strayed tem um trabalho parecido com o meu. E ela não parou. Deu continuidade e atualmente ajuda milhões de leitores com suas experiências e conselhos. Ela também fala de sua própria perspectiva da vida. E, assim, muitos se identificam, pois o que ela escreve é parecido com o que todos nós vivemos.

É sensacional e gratificante a sensação de que você passou por coisas terríveis na infância, mas conseguiu superar e agora pode compartilhar com outros, que também passam ou passaram por situações parecidas.

Então, meus queridos, estou de volta! Vamos juntos vencer construir uma vida nova e feliz? A felicidade é simples. Nós é que achamos que ela está longe, e que é algo fora do normal. Mas não é. A felicidade está na nossa frente. Nas pequenas coisas que a gente vivencia diariamente. Basta olhar para ela. E dar valor aos pequenos momentos felizes, para que eles se tornem grandes. Do tamanho da vida. Um beijo com carinho , Isa